AUTHOR: Thaís Fernandes Santos

ABSTRACT: The present paper aiming at discussing the representation of women in highlights positions in Brazilian classical music verified the number of invited people as conductor, soloist and composer by São Paulo Symphony Orchestra. We analyzed two specific moments of the symphonic group: before and during the management by Marin Alsop. She became the principal conductor and music director of the OSESP in 2012-2019, and she is the only woman to assume this position. We believe that this study can be the first step to discuss the invisibility of women in classical music. Also, we discuss the reproduction of the rooted knowledge structure. Our findings are relevant and point to the difference in gender and the relationship between highlight position and knowledge structure. Also, we expect that this exploratory investigation contributes to other research involving the feminism and politic in classical music.

RESUMO: Este estudo busca discutir a representação das mulheres em posições de destaque na música erudita brasileira. Para tanto, verificamos e contabilizamos o número de mulheres regentes, solistas e compositoras convidadas pela Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP), durante as duas fases da orquestra: antes e durante a gestão de Marin Alsop, única mulher a assumir o cargo de regente titular e diretora artística da instituição. Acreditamos que trabalhos quantitativos sobre o papel das mulheres em áreas específicas podem contribuir para a discussão sobre a reprodução da hierarquia do conhecimento e a representatividade feminina. Os resultados apresentados no estudo são significativos e apontam para a diferença de gênero em relação às funções de prestígio, expressando, assim, a estrutura dos saberes e a inserção das mulheres no campo político das instituições. A discussão apresentada nesta pesquisa exploratória aponta para a necessidade de aprofundamento na temática do feminismo e da política, buscando avançar o conhecimento na área.

PUBLICATION TYPE: Journal Paper – Revista Música, v. 19, n. 1. Programa de Pós-Graduação em Música da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP), 2019.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s